Após vencer machismo do marido e discriminação em sala, ex-faxineira se forma na Ufac aos 51 anos

 G1 acre

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA